domingo, 11 de março de 2012

Para fugir com o marido para namorar...minha primeira vez!



Gente, hoje tenho que compartilhar minha aventura do último final de semana. Finalmente, consegui quebrar um GIGANTE obstáculo na minha vida de mãe e mal posso acreditar que sobrevivi.


Sempre tive um super tabu, criado por mim sobre viajar só o casal enquanto os filhos ainda são pequenos. Tanto medo, ansiedade, e nem sei descrever mais o que me prendiam aos meus filhos como uma leoa mesmo! Não podia me imaginar um dia sequer longe deles e de seu desenvolvimento. Não podia cogitar a possibilidade de perder alguma coisa por menor que fosse das suas vidinhas. Meus motivos continuam bem fortes...Primeiro, porque acho que uma criança menor de 3 anos não consegue entender direito o conceito de que o papai e a mamãe vão ali por uns dias e já voltam. A noção de tempo deles é muito diferente da nossa. Segundo porque, daqui a alguns poucos anos eles vão é querer que a gente viaje e fique bem longe -kkk! Coisa que meus dois mais velhos já estão gostando. Mas, com essa viagem pude comprovar que os menores de 03 anos realmente ainda não entendem.


Não que eles tenham sofrido muito. Mas depois que voltei os dois ficaram super grudados comigo e o de dois anos e meio toda hora que vou sair me pergunta de vou voltar... Ai meu coração fica apertadinho!!! 


Bom, mas nada como o quarto filho e muito cansaço depois de quase 06 anos sem umas férias de filhos (ai que horror, isso, né?!) que não ajudem uma mãe quebrar certos conceitos. A primeira experiência que não conta muito foi aqui mesmo em Brasília mais ou menos um mês e meio antes de viajar. Deixei os meninos com meus pais na sexta a noite e no domingo de manhã já estava doida para fazer o check out do hotel para vê-los. Sem contar que nesse período liguei umas 100 vezes... mas em muitos momentos achei bom, relaxante, como posso dizer em paz. E ao mesmo tempo sentia toda hora que tinha alguma coisa faltando. Muito estranho!


E por fim, os dias passaram e chegou a viagem. Para melhorar minha ansiedade meu marido resolveu fazer supresa e não me contou para onde íamos. Só falou que iríamos para algum lugar calor e que teria que levar roupa de banho! Só alertei que queria um lugar perto e que se houvesse qualquer emergência poderíamos voltar no primeiro vôo. Hum, mas ... tenho que ressaltar que meu marido não é dos mais obedientes...


Mas sua desobediência foi fundamental para conseguir descansar 4 dias e me divertir com a pessoa que mais amo nesse mundo! Fomos para o Las Piedras Fasano - de Punta Del Leste. Recomendo MUITO!!! Quartos maravilhosos, são mini apartamentos espalhados pela montanha com uma vista fenomenal de Punta e do por do sol. Lugar perfeito para descansar e namorar. Tem um spa maravilhoso onde você pode agendar várias massagens, bicicletas para passear pelo hotel. E comida nem precisa falar, ne?!


Olhem as fotos:









Agora o que recomendo para fazer:



  • Praia e Jose Ignacio - uma delicia. Depois da praia vá almoçar no La Huella. Comida maravilhosa, restaurante em frente da praia. Não deixem de comer uma entrada maravilhosa de cebola caramelada e queijo de cabra com rúcula. E de prato principal o entrecote com a batata amassada crocante. Outro restaurante para comer bem gostoso depois da praia é o Flo. Uma delícia. Comi um sanduíche a salmão que é de dar água na boca. E é claro não deixe de tomar um sorvetinho delicioso no Freddo, meu sorvete preferido é o dulce de leche tentacion.


La Huella


  • A noite tem vários restaurantes legais para jantar. O que mais gostei foi o do próprio hotel Las Piedra, o Fasano. Uma delícia. Fui também no Lo de Tere. O carro chefe é o cordeiro. Mas como estou grávida no dia não estava me sentindo muito bem então não tivemos uma experiência muito boa. Mas vale a pena experimentar. Esse restaurante fica em Punta. Outro que fomos foi no O Farrel e esse realmente não gostei de jeito nenhum. Achei a comida muito mais ou menos e o serviço estava péssimo. Além do restaurante só aceitar American Express. Fala sério?!


Adorei ir para lá. Saem vôos diretos de Brasília - Montevideo da Pluna às 08:00 da manhã com vôos de volta às 21:30. Achei os horários excelentes. Pois dá para aproveitar bastante os dias da viagem!

Fica a dica para viajar com o maridão e aproveitar.

Ah, e se você conseguir de programar com antecedência você consegue achar passagens de ida e volta a R$ 500,00 e diária no Las Piedras a US$ 500,00. Acho um super preço comparado aos hoteis aqui no Brasil que estão o olho da cara e não tem nada de 5 estrelas!!

5 comentários:

Roteiro Baby disse...

Que lindo... que inveja (da boa!)... pq eu também ainda não penso em "me dar ao direito" de fazer uma viagem assim... mas, ao mesmo tempo, sei que isso me faria um bem danado!
Ah... e SIPER PARABÉNS pela menininha!

Roberta Duarte disse...

Muito legal Tainah, e parabéns por superar um obstáculo... a vida é isso. né?
Quando viajamos sem as crianças, a Luiza tinha 1 ano, na volta achei ela diferente, meio brava, quando chegamos ela não quis nos abraçar, mas duro 1 dia só. E valeu muito a pena! Super recomendo viagens à dois :D Bjs pra vc e toda família, e parabéns pela princesinha

Anônimo disse...

Até que enfimmmmmm!
Parabéns! Continue assim! To muito feliz com A BABY!
BJS

Alice disse...

Oi, Tainah! Parabéns por ter enfrentado esse obstáculo! A primeira vez que viajei sem meu filho, ele tinha apenas 5 meses!! Foram os 4 dias mais longos da minha vida! Apesar de ele ter ficado muito bem na casa dos meus pais, eu sofri muuuito com o sentimento de culpa. Mas, era a trabalho, não tinha como não ir. Quando voltei, percebi que, na verdade, nós sofremos beeeeeem mais que eles nessa fase. Pois, eles ainda não entendem nossa ausência...agora que o meu filho está com 1 ano e 4 meses, farei uma viagem só com o meu marido por 13 dias...sei que é bastante tempo, porém, também tenho a certeza de que ele ficará muito bem com os meus pais, com quem ele tem uma relação suuuper próxima! A grande verdade é que não existe o jeito certo...cada mãezinha sabe o que é melhor para si e para seu filho. Antes, eu achava que quantidade era mais importante que qualidade de tempo...hoje, após voltar a uma rotina frenética de casa e trabalho, percebi que a qualidade de tempo que passo com ele é bem mais importante! Beijos e continue compartilhando suas experiências!!

paula gontijo disse...

Que bom que finalmente tomou coragem. Desde que tive os meninos, eu viajo duas vezes por ano sozinha e acho ESSENCIAL pra mim e pra relação com o marido!!! Claro que os pequenos sentem falta e eu também, mas nada que me desencoraje!!! Penso assim: Passo 345 dias pertinho deles e 15 dias longe. Concordo plenamente com as palavras acima!!!

beijinhos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...